Tipos de Food Service: Restaurante

tipos-restaurante

Os frequentadores do seu restaurante querem ficar encantados com a experiência de jantar e almoçar em um ambiente agradável, mas eles não necessariamente querem ser surpreendidos.

Se você está querendo abrir uma churrascaria com um estilo voltado para famílias (aplicando este estilo no nome ou a decoração do estabelecimento), mas você prepara um ambiente mais formal e desconcertante e com um caro menu gourmet, a surpresa pode impedir que estas famílias apreciem o restaurante.


A noção de estilo do seu restaurante faz com que você consiga uma maneira de deixar clientes saber antecipadamente o que esperar e também de como fornecer a melhor estrutura para eles. 

Existe grande variedade de tipos de restaurantes o que torna difícil determinar uma tipologia exata para todos os tipos de negócios que se enquadram dentro da denominação “restaurante”, já que novos tipos de negócios surgem todos os dias. Aqui estão alguns dos mais populares estilos/tipos de restaurantes:

Tradicional: Em restaurantes ditos tradicionais o cardápio e imutável (não se atualiza),pois tem o objetivo de manter uma tradição no local ou na cidade. Utiliza mão de obra não necessariamente especializada.

Clássico: Restaurante tradicional, porém mais elegante e fino, sua faixa de preços difere dos demais, pois trabalha com preços mais elevados. O cardápio apresenta pratos clássicos da gastronomia mundial não incentivando criatividade na culinária, a mão de obra é especializada, os garçons, muitas vezes, antigos da casa.

Internacional: encontram-se nos grandes hotéis e locais badalados, oferecendo cardápio conhecido internacionalmente. Não incentiva a criatividade na culinária, pois trabalha pratos advindos da culinária típica de diversos países, o preparo dos pratos deve ser o mesmo em qualquer parte do mundo, pois o clientes na maioria das vezes busca por sabores que já conhece, gerando assim uma sensação de seguranças por parte do cliente e de nostalgia por parte da casa, pois nada muda. Ex: creme de aspargos, steak au poivre, frango grelhado c/ batata ao vapor, etc.

Gastronômico: É caracterizado por um grande “chef” ou um grande nome, que cria pratos personalizados, o sistema de serviços se baseia no “menu de confiança” aonde come-se a sugestão do “chef” , que espera e confere a opinião de sua escolha. Não importa a origem do prato (de que país), mas sim se a comida preparada por um grande nome. O preço é alto, o publico visado e de alto poder aquisitivo. As pessoas que o buscam, procuram por status e diferenciação, pois este tipo de restaurante é considerado de “grife” (comida assinada).

Especialidade: Não é necessariamente sofisticado, mas se caracteriza por utilizar alimentos ou técnicas de preparo especificas. Ex: grills e churrascarias, cantinas.

Grill: nome dado à churrascaria sofisticada de grelhados. Não se serve apenas carne bovina, pois o cardápio inclui também peixes, frangos, frutos do mar, coelho, javali, carnes silvestres, etc; porém sempre com a característica se serem preparados grelhados. Normalmente tem “buffet” de frios e acompanhamentos como opção de acompanhamento às carnes como forma de oferecer variedade aos comensais. O cardápio pode ser “à la carte” ou rodízio, porém a tendência é o “à la carte” desaparecer devido ao grande variedade oferecidade pelo sistema de rodízio

Brasserie: Restaurante típico da região noroeste da França. Influência alemã, e se caracteriza por vender muito chopp e geralmente há música ao vivo com uma banda local tocando. Não existe esse tipo de restaurante no Brasil.

Típicos: Podem servir comida típica de uma região (amazônica, gaúcha, nordeste, etc), de um país (grego, japonês, chinês, italiano, etc.) Existem restaurantes típicos do tipo Fusion Food, que significa a fusão de comidas no mesmo restaurantes (Ex: restaurante tailandês que serve também a comida brasileira como opção ou a fusão de destas duas culinária no mesmo prato).

Fast-Food: Produção culinária rápida, pois utiliza métodos de cocção rápida. O cliente é rapidamente servido e o cardápio é de ingestão rápida. Normalmente são encontradas em restaurantes franqueadas (Mac Donald’s, Habbib’s, etc.), lanchonetes, coffe-shops.

Coffe Shop: restaurante com preparações rápidas, em hotéis ficam abertos 24 hs., e são servidas refeições rápidas. Ex: lanches, pães, chás, café, etc.

Lanchonete: São restaurantes tipicamente brasileiros. O cardápio oferecido é a base de lanches, sanduíches, sorvetes, sucos e pratos rápidos.

Restaurante de Rede: Normalmente são franquias ou seja, restaurantes que funcionam em rede como forma de ganhar poder comercial, poder de compra junto a fornecedores e poder de divulgação da marca por meio do custeio conjunto de despesas de mkt e publicidade. Podem pertencer a um só dono, porem as mais numerosas pertencem a redes de franquias, aonde um investidor compra um restaurante e segue as orientações restritas da franquia. São boas opções de investimento pois são sistemas já testados e que deram certo.

Coletividade: Usado para alimentação de um grande número de pessoas. Normalmente conta c/ o trabalho de nutricionistas e/ou concessionária, e aceita vale refeição e tickets. Ex: escolas, hospitais, empresas.

Self-Service: Restaurante c/ conceito onde a própria pessoa se serve, em buffet quente e buffet frio. Ex: Restaurante à quilo, bandejão, postos de estrada, restaurantes de alunos e funcionários, etc.

Conhecer os diversos tipos de restaurantes e as suas características nos ajudará a planejar melhor as atividades referentes a gestão e planejamento dos mesmos.

Responsive image

ecromoequip


Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *